quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

#Resenha: Um Mais Um, Jojo Moyes

E aí, galera, tudo em cima?
Aqui tudo ok!
Apesar de eu estar lendo pouquinho  =(
To de férias intituladas por mim mesma kkkkkkkkk
E como estão as leituras??
Hoje tem resenha de um livro que eu estava há anos querendo ler e confesso que não curti tanto kkkk
Confira!


Desde o lançamento de Um Mais Um eu fiquei louca para lê-lo, principalmente com tantas resenhas positivas.

No final de Dezembro do ano passado eu o ganhei de presente, e fiquei superfeliz e ansiosa para ler. Porém, confesso que a história não me cativou tanto.

Jess é mãe de Tanzie e madrasta de Nicky que é abandonado pela mãe quando pequeno, e passa a ir viver com Jess e o pai, que também abandonou a segunda mulher.

A rotina diária de Jess é muito parecida com a nossa rs, sempre muitas contas a pagar, muito trabalho, como faxineira e garçonete, o filho sofrendo bullying e agressões diariamente, a filha, uma fofa, viciada e totalmente apaixonada por matemática, também passando por algumas discriminações.

Quando Jess é contatada pelo professor de Tanzie, é surpreendida pela oferta de bolsa quase integral de uma ótima escola, com boas oportunidades para o crescimento de Tanzie com a matemática. No entanto, Jess não pode pagar a taxa de inscrição nem o primeiro ano da menina. Só que o professor lhes alertam, que em poucos dias na Escócia terá uma olimpíadas de matemática que garante o dinheiro necessário para os estudos de Tanzie, fazendo assim com que a mãe e os filhos saiam com o carro velho e acabado do pai, da Inglaterra, rumo ao tão espero futuro de Tanzie.

Em contrapartida, temos Ed, um rico geek empreendedor, que após uns rolos com uma peguete é despedido de sua própria empresa, corre o risco de ser preso por informação privilegiada e uns rolos lá que confesso, não entendi bem kkkkkk  

Ed é meio to nem aí com nada, e é um dos clientes de faxina de Jess, que nessa monte de problemas em que se encontra, esbarra com ela na rodovia precisando urgentemente de carona, e segue com essa família até as olimpíadas.

É um livro bem escrito, fluído, entretanto, a história não me ganhou. Diante das adversidades e atrapalhadas que acontecem com a família de Jess + o Ed, eu me diverti e torci muito pelo futuro de Tanzie, mas não foi uma história gostosa, encantadora, a meu ver. Foi um livro leve. O romance de Jess e Ed achei bem sem química também, apesar do Ed ter ficado bem mais carinhoso e unido com todos no final, perdeu um pouco daquele seu lado "to nem aí com a paçoca". A Jess sofre muito, no final, descobre coisas horrorosas sobre o ex marido, que sai por cima ainda. 

Achei um feliz, dentro do normal, sem ser surpreendente.
Acho que o que me fez não gostar tanto é que fui com muita expectativa, pois ainda não tinha lido nada da Jojo (Só metade de Como eu era antes de você, mas como me contaram o final, não tive coragem de termina-lo), fiquei esperando algo tremendamente grandioso e por fim, não achei tão bom assim.

Posso dizer que as crianças me surpreenderam, por terem amadurecido tanto, nessa aventura sem muitas expectativas, e tiveram sim, um final feliz. O casal não teve aquela pegada toda, rsrsrsrs

Vou querer conferir mais alguma obra da Jojo, porque né gente, o pessoal fala tão bem dessa autora que eu fico doida de curiosidade, rsrsrs




Essa é a segunda resenha de Janeiro do Desafio Literário Livreando 2017.
Da opção: um livro ganhado.
Saiba mais sobre o Desafio do querido blog Livreando, CLICANDO AQUI!

Beijocas, 
e até a próxima! ;)

Ana M.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

#Resenha: O Sacerdote, Francine Rivers (Série Sons of Encouragement #1)

E aí, pessoal, beleza?
Eu to bem, meio que de férias, por isso estou postando pouco =/
To aproveitando esse comecinho de ano para rever alguns projetos particulares e até alguns para o blog.
E vocês, o que estão aprontando, hein?
E lendo?
Espero que estejam todos bem!^^
Hoje tem resenha de um livro perfeito. Que me emocionou demais.
Confira!


Em O Sacerdote, obra da americana Francine Rivers, conhecemos mais a fundo a história do primeiro sacerdote instituído por Deus: Arão, irmão do profeta Moisés.

De uma forma romanceada e extremamente bem escrita, bem detalhada, conhecemos afundo a vida dos hebreus descrita a partir de Êxodo. A perseguição de Faraó, a escravidão do povo de Israel e etc.

Eu adoro essas passagens de Moisés na Bíblia, são minhas histórias preferidas, mas confesso que tenho MUITA raiva do povo, pela reclamação geral que eles fizeram. E que justamente por conta de tanta blasfêmia, ficaram 40 anos no deserto.

Francine Rivers sabiamente estudou toda a história daquele povo, e não só mostrou habilmente as passagens de fé, arrependimento, ousadia, perseverança, salvação, mas também, a mentalidade escravizada daquele povo que mesmo tendo visto tantos milagres realizados por Deus e tendo sido libertados das mãos de Faraó, ainda duvidavam e amaldiçoavam o Senhor.

Da muita dor de ver tanto sofrimento, e muita felicidade em presenciar os milagres e perceber o quanto Deus é perfeito, um Pai plenamente amoroso e perdoador.

Eu amei conhecer mais sobre Arão. Pois apesar de ser uma obra ficcional baseada na Bíblia, através do gênero romance, visualizamos melhor todo o contexto e todo o sofrimento do povo.

A fé de Arão e Moisés é muito forte e eles precisam o tempo todo passar por cima de sua natureza humana, que como a nossa, nos dias atuais, também é suscetível ao orgulho, preconceito, etc.

Enfim, independentemente de sua religião, leia O Sacerdote. Você não só conhece a história do mundo, como também uma das maiores histórias de poder, força, fé e milagres retratada na Bíblia.

Um livro lindo e rico. Amplamente estudado e cabível em nossa sociedade atual!
Leiaaaaaam!
Um dos meus preferidos da vida, com toda a certeza!!


* Leia também as resenhas dos livros de Francine Rivers:




Essa é a primeira resenha de Janeiro do Desafio Literário Livreando 2017.
Da opção: escrito antes de 2007 - O Sacerdote, foi publicado em 2004 (olha e só agora fui descobrir essa preciosidade! rs).
Saiba mais sobre o Desafio do querido blog Livreando, CLICANDO AQUI!

Beijo enorme,
Ana M.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

#Resenha: A Escolha de Eron, Ademilson Chaves (By Mamy Mônica)

E aí, pessoal, beleza??
Não sei se vocês lembram, mas eu já resenhei aqui o lindíssimo livro e um dos meus preferidos da vida, A Escolha de Eron, do autor brasileiro Ademilson Chaves!!

Pois é, eu ameeeeeei tanto!
E sempre converso com o autor, que é muito legalzão, que minha mãe, mesmo sem ler a resenha (ela só entra na net pelo cel, daí não consegue ler meu blog rsrsrs), ficou animada com os comentários, e quis lê-lo!!

Ela amou tanto o livro e virou noites como eu, rs, que eu pedi pra ela fazer uma resenha dele também.
E gente, que ESPETÁCULO!!!
Eu ameeeeei tanto a resenha dela, que to até com vergonha da minha kkkkkkk

Tomara que gostem!

E comentem, hein?
Façam uma mãe feliz!!! rsrsrsrs

Agora, com vocês, minhas mamy pudelosa, Mônica, com a palavra:


Olá galera que aprecia uma boa leitura! 

Ha algumas semanas, vi uma resenha no face, feita pela blogueira Ana I. J. Mercury, achei o título do livro muito interessante, mas confesso que não li a resenha na hora, apenas compartilhei para ler depois. Passado dias, vi muitos comentários sobre o livro e ainda instigada com o título e agora também  com a resenha,  resolvi ler.

A Escolha de Eron... Desde criança, quando eu ainda nem sabia ler, já amava a leitura kkkk E esse livro em especial me prendeu desde a primeira página, me envolveu durante e me fez revirar na cama nos  capítulos finais. 

Eron é um advogado honesto, tranquilo, com uma situação estável trabalhando na prefeitura de Diamantina, cidade pacata onde constituiu sua família. Casou-se com Sara, que estudara pra ser freira, mas a beira dos votos desistiu e optou por uma outra vida. Juntos tiveram duas filhas Jully e Lyz e claro a inseparável cadela Maya.

Sara pintava quadros,  já havia exposto seu trabalho,  mas ainda não tinha tanto reconhecimento, o que tornava Eron o provedor da família. É preciso dizer também que Sara era uma mulher calada, um pouco apática e muito ambiciosa.

Mas num de repente toda rotina da família fora mudada e Eron vê a vida virar de pernas pro ar, quando inesperadamente perde seu trabalho na prefeitura e logo em seguida recebe um convite para trabalhar com Diogo,  seu velho amigo de infância. 

Diogo havia se tornado preceito na cidade de Montes Claros e com uma oferta quase irrecusável de trabalho,  Eron um pouco forçado por Sara não teve como recusar, porém havia um certo aperto no coração que não sabia explicar.

A chegada da família em Montes Claros trás surpresas que você nem imagina. Eron após se ver prestes a ser envolvido num esquema de corrupção,  tem uma das filhas raptada e tem que fazer a pior escolha de sua vida. Isso envolve toda a família numa trama de suspense, drama, romance, violência, ambição e muito amor.

Como é possível? 

Sim é possível! Tudo isso em um só livro, a história é perfeita do princípio ao fim. Te faz rir, chorar,  se indignar e se surpreender com um final incrível. 
A escolha de Eron mudou a vida de muita gente de forma radical, inclusive a dele.
Vem ler!!!

___________________________

Aeeeeeeeh, meu povo, cês viram que resenha mais linda???
Foi feita pela MINHA MAMY!!! MORRO DE ORGULHO!!! kkkkk

E aí, o que acharam?
Eu ameiiiiiiiiii <3 <3 <3
To emocionada aqui kkkkkk

Obrigadãooooooooo mamy, por essa resenha tão linda e excepcional!! Quero mais resenhas suas!!

Geeeente, comentem!!

E peçam pra mim mãe ler mais e trazer mais resenhas pra gente, rsrsrs

E quem quiser conferir a resenha de A Escolha de Eron, de Ademilson Chaves, escrita por mim, Ana, CLIQUE AQUI!

E para adquirir o livro, CLIQUE AQUI, e compre direito com o autor!

Confesso que to com vergonha kkkkk Porque né, o que são minhas resenhas perto, dessa diva?? kkkk


COMENTEM!!
To curiosa pra saber o que acharam!!!

Beijo grande da Ana e da Mamy Mônica!!
♥♥♥♥♥

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

#Resenha: A Página Certa, Laplace Cavalcanti

E aí, galerê, belezoca??
Hoje tem uma resenha de um livro superlegal!!
Confiram!!


Em A Página Certa, romance brasileiro de Laplace Cavalcanti, conhecemos Renato, um jovem empresário riquíssimo que não se prende a nada, nem a mulher nenhuma.

Tendo seu melhor amigo, Marcos, como motorista e faz de tudo, vive dia após dia sem se preocupar com nada. Numa bebedeira que só, acordando várias vezes casado ao lado de uma desconhecida. Foram várias vezes que Marcos tivera que correr atrás de mais um divórcio kkkkk

Até que em um fatídico dia, Marcos o desafia a se casar de verdade, por amor.

Obviamente zombando de Marcos, e totalmente desacreditado desses sentimentos mais puros e profundos, Renato aceita a proposta, convencido a ganhar e esfregar na cara do amigo, mas é claro, sem se envolver verdadeiramente.

Em contrapartida temos Cláudia, uma autora de romances bem românticos e gostosos de ler e suspirar (fiquei louca para ler os livros dela rsrs), que após lançar o 3º livro e não ter atingido ainda "aquele" nível de vendas, perde o contrato com a sua atual editora, e fica sem rumo, perdida, tentando dar ao menos um autógrafo no café de sua queridíssima amiga - uma graça ela - Beatriz.

Após alguns encontros inusitados envolvendo um quase acidente de carro e tudo mais, Renato vê em Cláudia sua chance de vencer a aposta contra o amigo. De uma forma simples, rápida e nada normal nem acreditável para ele.

Com Marcos a tiracolo, rs, Renato então já inteirado do desemprego de Cláudia lhe propõe que seja sua "Consultora de relacionamentos" afim de lhe ensinar como se portar perante uma mulher e conseguir conquista-la, quando esta se apaixonasse e aceitasse se casar com ele, ele venceria a aposta com Marcos, daria um grande pé na bunda da coitada apaixonada e voltaria para sua farra habitual.

O que ele não contava é que Cláudia já estava cansada de perder e agora, ela iria até o fim, e buscaria seu êxito!

Fazia muitos meses que eu queria ler A Página Certa do autor Laplace Cavalcanti, até que me inscrevi em sua parceria, e qual não foi minha grande surpresa em ser uma das selecionadas, confesso pra vocês, que eu não acreditava nessa possibilidade kkkkkkk

Assim que o livro chegou, corri lê-lo, e dei umas paradas, fui lendo devagar sim, para ir saboreando! Que livro engraçadíssimo e especial! Simplesmente adorei!

Quero pedir que o Laplace me perdoe, por favor, pois quando o livro chegou eu lhe disse que leria ainda aquela semana, eu o li, porém, eu quis reler antes de resenhar, por isso demorei tanto!
Me perdoe, Laplace, não fiz por mal kkkkkkkkkkk

Na sinopse o autor promete um livro contagiante, uma comédia romântica, e eu tenho de parabeniza-lo muito por isso!
Que demaaaaaais!
Eu ri as duas vezes que o li, do começo ao fim!!!
Não tive como parar!
Porque sejamos sinceros, é raro rirmos tanto e amarmos tanto um livro de comédia, sem que ele tenha se tornando piegas em algumas partes, e justamente isso não acontece em A Página Certa, cada momento divertido é certeiro e verdadeiro, contagiante, fofo e original, sem ser pedante, maçante ou superficial!

Amei mesmo, de todo meu core <3

Com uma narrativa fluída, a cada final de capítulo ficamos mais curiosos pelo próximo. Os personagens são muito reais e divertidos, de uma forma sensível, denotando todos os sentimentos que os envolvem, que lhes incomodam.

O Renato apesar de excêntrico, mesquinho, chatinho, e meio preguiçoso, é um dos meus personagens preferidos da vida, porque ele simplesmente é gente como a gente!
Aquela pessoa que nem sempre pode realizar seus sonhos, que foi obrigada, imposta a uma situação e tem de se conformar, e que muitas vezes acaba se perdendo no meio do conforto.

O Marcos é um amor! Me apaixonei por ele! kkkk Fofo, carinhoso, responsável, amigão. Que perdoa as gafes de Renato, e está ao seu lado incondicionalmente, mesmo sem compreender ou aceitar todas as suas loucuras, está sempre disposto a ajuda-lo.

A Cláudia é uma doida! kkkkk  Ela é muito engraçada, sonhadora e esforçada, porém, acaba se deixando levar pelo desânimo e nem sempre acredita em si mesma. Tendo uma carreira tão complicada como a de ser escritora no Brasil, ela luta demais, embora em alguns momentos não se dê e busque o valor que merece.

Mesmo contrariada, como precisa de dinheiro, ela aceita a proposta de "emprego" de Renato e assim as trapalhadas têm início!

Com a ajuda de Fabiana, que trabalha no café de Beatriz, elas armam pro Renato, assim como ele já está tramando para sua "futura" noiva, e o resultado é maravilhoso!

Romântico, fofo, engraçado e especial na dose certa!

Marcos e Cláudio também se tornarão grandes amigos e por fim, os casais se formarão e nos conquistam de jeito!!!

Laplace Cavalcanti além de escrever e criar muito bem uma trama de qualidade e ousadia, ainda nos faz refletir sobre como deixamos de sonhar, muitas vezes, ao menor desafio que aparece em nosso caminho. 
Em como deixar de lutar, sonhar e acreditar em nosso potencial pode nos fazer sofrer e perder tanto, paralisando-nos e deixando-nos à deriva de nossa própria frustração.

Todos os personagens passaram por isso, e tiveram um final enriquecedor e me deixou com aquele incômodo de que eu poderia também estar fazendo mais, estar lutando mais pelos meus sonhos e colocando muita coisa bacana que tenho vontade em prática, e vou dizer pra vocês, já comecei a por esses meus sonhos na reta e tem dado tudo muito certo, graças a Deus! rsrsrsrs

A Página Certa é aquela romance que todos nós precisamos ler para nos encontrar! 
É leve, diferente, divertido, e muito realístico e tocante, que muda sim, nossa forma de ver a vida e valorizar as oportunidades que temos!!

Leiaaaaaam!!
Tenho certeza que vão amar!!
Além de dar altas gargalhadas e aprender muito com a Cláudia, o Renato, o Marcos e a Fabiana!

Obrigadãoooo Laplace pelo carinho e confiança!!
Pela parceria e confiar sua obra a mim.
Ah, tenho uma única reclamação a fazer: cadê a continuação?? Eu quero mais desses maluquinhos, por favor!!!!
Obrigada mesmo! ;)

E claro, que quero MUITO ler seu novo livro!!

E para conferir as fotos e sinopse do livro, CLIQUE AQUI!

O autor no momento não tem exemplares físicos disponíveis, mas você pode compra-lo em E-book da Amazon, que está por um superprecinho! Além de estar também disponível gratuitamente no Kindle Unlimited! ;)


Siga o autor Laplace Cavalcanti nas redes sociais!

E aí, quem já leu ou quer muito ler A Página Certa??
Não deixem de comentar!!

Beijo grande,
Ana M.

domingo, 8 de janeiro de 2017

#Resenha: Universo Interior, Victor S. Gomez

E aí, gente, tudo bem??
Hoje tem resenha de um livro bem fofo!

Universo Interior do autor brasileiro Victor S. Gomez é uma antologia de contos infantis, voltados para o público infantojuvenil, embora os personagens sejam em sua maioria, crianças.

Eu, já adulta, amei!

Victor tem uma escrita hábil e cativante, deixando-me encantada e curiosa a cada frase! Li numa noite seu livro!

Que contos fofos e bem articulados!

Envolvendo o mundo juvenil, com muitas histórias centradas, cheias de mitos e lendas, além de focada em outras culturas, outros universos, com muita arte e dinamismo!!

Como são vários contos, não vou me estender mais, porém, posso lhes garantir que está leitura será especial! Você viaja nas palavras!

Parabéns ao autor por um livro tão foférrimo e bem escrito assim! Eu amei! Ah, os contos tem começo, meio e fim, sendo que tem alguns com apenas 2 páginas!
Pra vocês verem como o autor escreve bem, rsrsrs

Ameeeeei!
Claro que vou querer ler mais em breve do autor!



Essa é a primeira resenha do mês de Dezembro para o Desafio Alfabeto Literário (Clique aqui para saber mais).
As iniciais correspondentes são V e D.

              Submissa?, Fabiana Bertotti
              Um Porto Seguro, Nicholas Sparks
              O Resgate, Nicholas Sparks
              Uma Longa Jornada, Nicholas Sparks 
              Maria, Francine Rivers


Quem já leu ou gostaria de ler?
Comente aí!!

Beijos,
Ana M.

domingo, 1 de janeiro de 2017

Considerações de início de ano!

Eiiii gente, lembra desse post aqui, a minha meta literária para 2017, que eu falei dos livros que li em 2016 e tal? Pois é, nessa última semana de 2016, li bastante contos acumulados no meu kindle e alguns livros infantis e consegui bater as 200 leituras no ano!!!! UHUUUUUUL!!! Virei o ano parecendo a noiva cadáver kkkkk com umas olheiras enormes!! Mas valeu a pena! rs Bem, confesso que AMEI poucos desses 200 livros que li. Porém, consegui ler vários de autores preferidos, além de conhecer muitos novos autores, principalmente os nacionais, que olha são tudo de bom! Logo mais sairá o post sobre as melhores leituras de 2016, deixei pra fazer só agora em 2017, porque né, li até o dia 31! Olha a organização da pessoa! (só com livros também kkkkkkk). Então é isso, passei só pra contar o total de livros lidos e sobre o post dos melhores, que eu tinha comentado que faria lá no face e algumas pessoas perguntaram quando sairia, ainda não programei, mas será essa semana! E vocês quantos livros leram em 2016? Quantos pretendem ler em 2017? Contaaaaa! Ah, e qual foi sua melhor e pior leitura do ano? Conta também! Beijo grande, Ana M.

FELIZ 2017!!!

E aí, genteeeee!!! Feliz Ano Novo!!!! To muito feliz nesse primeiro dia do ano, pois tenho fé, que 2017 será um ano maravilhoso, abençoado mesmo! Fiz meta de leitura, e meta pra vida. Coisas que quero aprender. Hábitos nocivos que quero esquecer, rs Quero mudar muitas coisas na minha vida para melhor ;) Não que a passagem do ano mude alguma coisa, que haja alguma magia né? Mas nada melhor do que virar a página, e aproveitar desde o primeiro dia para recomeçar. Fazer renascer antigos sonhos já esquecidos dentro de nós. Que tal? Vem comigo? Vou me dedicar mais ao blog também! Tenho muitas ideias pro Elvis Gatão, e acho que iremos nos divertir muito, além de compartilharmos nosso amor pelos livros *-* Um feliz ano novo, cheio de paz, amor, saúde, prosperidades e leituras magníficas!! Deus abençoe a todos!! Beijão, Ana M.